Rss

Marques se emociona com última homenagem no ‘velho Mineirão’

 

O atacante colocou os pés na calçada da fama do estádio e ganhou da diretoria uma camisa com o número 386 às costas, representando os jogos do ídolo pelo clube A justa homenagem prestada pelo Atlético e pela Ademg, antes da partida contra o Ceará, neste domingo, foi mais uma emoção para o ex-atacante Marques. O ídolo da torcida, que encerrou a carreira ao não ter o contrato renovado pelo clube, colocou os pés na Calçada da Fama do Mineirão. Ele ainda recebeu da diretoria do Galo uma camisa com o número 386 às costas, representando os jogos que o ex-atleta defendeu o alvinegro.
A homenagem foi ainda mais marcante para Marques, pelo fato de ser a última do Mineirão antes do fechamento do estádio, que passará por intensa reforma visando à Copa do Mundo de 2014. A previsão é de que o novo e remodelado palco do futebol mineiro esteja pronto no início de 2013.
Marques não escondeu a emoção com a homenagem e agradeceu o carinho da torcida, que gritou o nome do ídolo do lado de fora do estádio, enquanto o evento ocorria no hall de entrada. “É muita emoção, eu vivi isso a cada dia vestindo a camisa do Atlético, não tem preço ou palavras para descrever. Foi uma grande honra ter vestido essa camisa por 386 vezes”, afirmou.
Ele também destacou os grandes jogos disputados no Mineirão, no período em que defendeu o Galo. “O Mineirão foi meu parceiro, é emocionante estar aqui fechando o estádio. Foi maravilhoso atuar aqui com a camisa do Atlético. Foi meu grande palco, tive glórias e momentos maravilhosos, dei passes para gols de grandes parceiros de ataque que tive aqui. Deixei minha história no estádio, isso foi fantástico”, declarou.
Marques relembrou momentos difíceis que viveu no Atlético, todos superados pela força de vontade do ídolo. E considera que fechou a carreira em grande estilo, com o gol feito na vitória por 2 a 0 contra o Ipatinga, na decisão do Campeonato Mineiro, quando decretou o triunfo e comemorou transformando a camisa alvinegra em uma espécie de bandeira.
“Tudo tem o momento de acabar, tive grandes momentos no futebol, mas isso acabou. O importante é que tudo foi maravilhoso. Foi um sonho, superei tantas coisas aqui, lesões que nos deixaram até desacreditados. E ainda fechei a carreira com um grande gol, que ajudou o Atlético a conquistar o título. Foi marcante, saio desse processo de cabeça erguida, isso é o que importa”, enfatizou.

(Fonte: www.superesportes.com.br)

Comments are closed.